Date Archives April 2019

As promessas da aliança abraâmica

A aliança firmada com Abraão em Gênesis 12.1-3 e confirmada e ampliada em Gênesis 12.6,7; 13.14-17; 15.1-21; 17.1-14; 22.15-18 envolvia certas promessas básicas. Elas foram assim resumidas por PETERS EM THE THEOCRATIC KINGDOM:

As coisas prometidas por Deus são as seguintes:

  1. O nome de Abraão será grande.
  2. Uma grande nação dele se originará.
  3. Abraão será uma benção tão grande que nele todas as famílias da terra serão abençoadas.
  4. A Abraão pessoalmente (“a ti”) e à semente dele será dada a Palestina.  como herança para sempre.
  5. A multidão da semente abraâmica será como o pó da terra. 
  6. Quem o abençoar será abençoado, e quem o amaldiçoar será amaldiçoado.
  7. Abraão será o pai de muitas nações.
  8. Reis viriam a partir dele.
  9. A aliança será perpétua , “uma aliança eterna”. 
  10. A terra de Canaã será uma “possessão eterna”. 
  11. Deus será Deus seu e sua semente.
  12. Sua semente possuirá a porta de seus inimigos . 
  13. Em sua semente todas as nações serão abençoadas.

Nos podemos observar vários aspectos da promessa feita a Abraão. Certas promessas foram feitas para o indivíduo Abraão, certas promessas foram nacionais com respeito à nação de Israel, da qual ele era pai, e certas bençãos universais que incluíam todas as nações. Essas promessas foram assim descritas por John F Walvoord em Millennial:

A linguagem da aliança abraâmica é simples e direta. A aliança original é dada em Gênesis 12.1-3, e existem três confirmações e ampliações como as registradas em Gênesis 13.14-17; 15.1-7 e 17.1-18. Algumas das promessas dadas pessoalmente a Abraão e algumas aos gentios ou a “todas as famílias da terra”.

Abençoarei os que o abençoarem, e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem; e por meio de você todos os povos da terra serão abençoados”.

Gênesis 12:3

A promessa para Abraão: É prometido ao próprio Abraão que ele seria o pai de uma grande nação (Gn 12.2), incluindo reis e nações alem da “própria semente” (Gn 17.6). Deus promete uma benção pessoal a Abraão. Seu nome será grande e ele mesmo será uma benção.

A promessa a semente de Abraão: A própria nação deveria ser grande (Gn12.2) e incontável (Gn13.16;15.5). É prometida à nação a posse da terra, a aliança abraâmica é expressamente chamada de perpetua (Gn17.7) e a posse da terra é definida como “possessão perpétua” (Gn17.8).

A promessa para os gentios: é prometida a  “todas as famílias da terra” uma benção (Gn12.3). A benção não é especificada. Como uma promessa geral, ela talvez pretenda ter um cumprimento geral.

É importante entendermos para quem as promessas das alianças foram dadas. Porque se as coisas que forma a aliança em uma área forem transferidas para outra, o resultado será confusão na interpretação posterior. 

Promessa pessoais não podem ser transferidas para a nação de Israel e as promessas da nação não podem ser transferidas para os gentios.